Vivenciar um amor,

ainda que seja o ultimo,

nos deixa mais vivos

muito mais eternos.

 

Machucada pelo castigo,

da vida abandonada,

debulhada feito trigo,

após longa caminhada.

 

Porque deixar o medo

conduzir nosso ser?

ainda que seja cedo,

nos privarmos do prazer?

 

Uma relação leve e solta

que nos eleve às alturas,

ainda que seja a única,

desvelada em bravuras.

 

E se viver é sonhar

vamos continuar vivendo,

fantasiando um lar,

em porvir reflorescendo.

 

Ainda que no tempo,

feneça um amor passageiro

mas vale ter saudades

do sonho vivido inteiro. 

 

 

Santos, SP

27/02/06

17,36 hs.

 

Guida Linhares

AMORE MIO...