Meu corpo treme ao toque da tua mão

Ele delira com teus dedos deslizando

sobre ele

Suavemente,

Intensamente

Incessantemente

Ele anseia pelo teu corpo

Tua pele Tua voz

Sussurrando palavras

Que enchem o coração

De ilusões, talvez

Que importa

Se agora ou de outra vez

Ele também tocará o teu

Que suavemente desliza

Sobre o meu

Enchendo-me de fogo

Como chama viva

Ardendo e tremendo

Ao roçar intenso e

Trépido de nossos dois

Desejos se entrelaçando

Meu corpo geme quando me penetras

Com teu jeito intenso e suave de

Me tocar, beijar, me fazer gozar.

Meu corpo sente quando

De repente tens que partir...

Ele não quer te deixar ir....

Mas...chega a hora em que

Esse devaneio, esse anseio

Deve se extinguir....Que fazer?

Chorar? Bater?Sofrer?

Não...só resta sorrir

Às lembranças dos açoites

Que me enlouquecem, mas me

Enfraquecem e me deixam

Imersa no louco prazer de lhe servir.

 

 

 

VOLTAR

 

 

 

Meu corpo treme...